Mídia, debate público e negociação de sentidos sobre o trabalho doméstico

Partindo da perspectiva relacional da Comunicação e das teorias deliberativas que abordam as relações entre mídia e debate público, este projeto tem como objetivo analisar como as construções discursivas no cenário midiático jornalístico e ficcional sobre patroas e trabalhadoras domésticas alimentam processos de debate sobre o assunto e quais as reverberações desse processo nas teias simbólica e social das relações de poder na qual essas mulheres se inserem e estão inseridas. Como contexto sociopolítico, partimos das discussões sobre a PEC das Domésticas, como ficou conhecida a Proposta de Emenda Constitucional 66/2012 que buscava ampliar os direitos das trabalhadoras domésticas no Brasil, e situamos nosso lugar de investigação na Região Norte do país, onde há um forte cenário de violações de direitos dessas trabalhadoras, de modo mais específico na Região Metropolitana de Belém (Pará). Em relação ao recorte metodológico, destacamos três eixos de observação e análise: (1) telenovelas, com objetivo de investigar os principais elementos da representação de patroas e empregadas antes e depois da mudança de legislação; (2) análise do debate midiático sobre a PEC das Domésticas nos dois principais jornais paraenses (Diário do Pará e O Liberal); (3) análise da interação entre os discursos midiáticos (ficção televisiva e jornalismo) e patroas e empregadas domésticas apreendida por meio de grupos focais.

Coordenação: Prof.ª Dra. Danila Gentil Cal

Contato: danilagentilcal23@gmail.com