II Mídias Alternativas na Amazônia

O projeto Mídias Alternativas na Amazônia nasceu em 2011, com a proposta de pesquisar o universo de meios de comunicação de natureza contra hegemônica, importantes no processo de democratização da região. Os objetivos são sistematizar estudos e mapear essas possibilidades midiáticas, distanciadas do modelo comunicacional voltado para a lógica do lucro imediato, a partir do período da Ditadura Militar (1964 – 1985) até os dias atuais, nas categorias Mídias Impressas e Mídias On Line. O foco de investigação está na ocupação territorial da Amazônia pelos militares de 1964, passando pelo período de restabelecimento da democracia, e o novo ambiente multimidiático em rede. Atualmente, já foram catalogados 100 jornais, boletins, revistas, blogs e sites alternativos de Belém do Pará e de outros Estados da região Norte do país, localizados na internet, acervos públicos e em casas de ativistas dessas mídias. Este número, aparentemente irrisório, se levarmos em consideração apenas o caráter quantitativo, se traduz de uma importância ímpar para a memória dessas mídias que até o presente momento ainda são pouco estudadas pela academia. O projeto se desenvolve em três fases interligadas: A primeira vem se caracterizando pela pesquisa exploratória na busca por meios alternativos. A segunda centra-se na sistematização de estudo e análise de dados que farão parte do Mapa das Mídias Alternativas na Amazônia. Já a terceira fase, dedicada à criação, desenvolvimento e manutenção de um Sítio Virtual, esta em plena execução, em parceria com a professora Dra Rosane Steinbrenner, que também estuda esse tema na Faculdade de Comunicação (Facom) – www.projetomacam.net. O projeto foi aprovado no Edital Universal 14/2013, Faixa A – CNPq. É vinculado ao Grupo de Pesquisa intitulado Mídias Alternativas na Amazônia, com base no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

Coordenação: Prof. Dra. Célia Regina Trindade Chagas Amorim

Contato: celia.trindade.amorim@gmail.com